Armário Cápsula – O início

ac

Comecei 2016 trabalhada na mudança, minha gente!
Lembra que eu tinha contado aqui que estava me programando pra tentar o tal do Armário Capsula!? Pois é…  Eu enrolei horrores. Mas, aos 45 do segundo tempo de 2015, não é que o bichinho saiu? Olha, foi ardiloso, deu trabalho, demorou, foram várias etapas e exercícios de desapego. Mas eu consegui! Recebi muitas dicas de várias meninas que já tinham entrado nessa onda, pesquisei um cadinho mais, e fui na fé!

Confesso que fazer o AC me tirou um peso grande da consciência. E mais que isso, me trouxe ela de volta! Eu juro que fiquei chocada com a quantidade de roupas que tirei. Mesmo tendo noção de que quase 70% das minhas roupas ficavam lá só fazendo bagunça, ocupando espaço e embolando umas nas outras, quando tirei todas elas, encontrei roupas que eu nem lembrava que tinha e principalmente CONTEI uma por uma… Foi um baque. Eu não imaginava, em números, ter tanta roupa parada. Não mesmo! Foi um processo onde eu refleti MUITO sobre consumismo louco e desenfreado, sobre consciência no vestir, no ter, no ser e no estar. Papo sério! Como é importante a gente ter consciência do próprio corpo e com isso, aos poucos criando consciência no consumo, de qualidade x quantidade, saber exatamente o que gosta e o que não gosta. Tudo isso foi essencial pra eu conseguir dar esse ponta pé inicial. Quanta compra por impulso, ‘porque tá barato’, eu já fiz… E no final, a peça não ia com nada, e ficava lá, uma peça avulsa, duas, três… cem. ou então eu usava um mês e ela esfolava inteira, é quando barato sai caro.

Mas,  indo ao que interessa, se você tá me achando exagerada, vou te mostrar em números essa loucura que eu chamava de guarda-roupa, e como ele ficou, aí depois você me diz se concorda ou não…

Armário original:
309 peças de roupa
63 peças íntimas.
Armário cápsula:
70 peças de roupas
30 peças íntimas
12 peças separadas para venda
227 peças separadas para doação

Se isso pra você não é assustador, pra mim é muito! Quem convive comigo e me vê todo dia sabe que eu to (tava) sempre com as mesmas roupas. Agora eu arrisco dizer que minhas roupas andam variando muito mais que antes, porque redescobri peças, combinações e coisas sei exatamente o que tem atrás daquelas portas. E isso, além de economizar dinheiro, economiza tempo, espaço e só otimiza tudo, sabe?

Eu não defini uma meta de tempo para esse armário. Só idealizei que, se eu comprar algo que eu considero necessário, alguma peça que já está lá vai ter que sair. Vai rolar uma compensação. Assim como se algo ficar capenga, eu vou avaliar antes se realmente essa peça precisa ser reposta ou não. Vou me permitir ir aprendendo no caminho.  Porque eu já to mega feliz com esse passo, então vai ser tudo sem pressão, consciente mesmo e tranquilo. Aliás, eu ainda vou fazer isso com os sapatos, que estão na mesma situação tudo zoneado e jogado, e pretendo fazer ainda este mês. AJUDASENHOR! Aguarde as cenas do próximo capítulo.

 ^C2AC964286C5B7F49A85128BB42813641D3ECA0F6277AB0C94^pimgpsh_fullsize_distr

Anúncios

19 comentários sobre “Armário Cápsula – O início

  1. Nossa! Era muita roupa!
    Imagino o baque que você teve, conheço bem essa de olhar pro guarda roupa e achar que não tem nada, ai quando você vai fazer a limpa descobre que tem muita coisa…
    Mas é ótima poder desapegar de coisas que a gnt não quer mais, da uma liberdade imensa.

    PS: Como assim odeio sagu? Sagu é a melhor comida do mundo!

    Curtido por 2 pessoas

    • Ana, ainda bem que ERA viu? haha o susto não foi pouco. Acho que a pior sensação é essa, abrir um armário cheio e pensar ‘não tenho roupa pra vestir’. Quando na verdade tem até demais, o que não tem é consciência de cada peça.
      Ain Ana >< pode ficar com a nossa parte do sagu então, tá? haha
      Beijo!

      Curtir

  2. Que legal! E que reflexão, né! Eu fiz duas mudanças em 2015 e me desfiz de muitas roupas, agora estou em um processo de ver o que falta e ir comprando aos poucos, quero mais qualidade e bem menos quantidade. 🙂

    Beijos e vai que vai dar tudo certo. rs

    Curtir

  3. Parabéns, viu?!
    Acho que comentei antes, acho essa ideia muito bacana. Sigo sem ter reunido a coragem necessária, mas sigo tentando. Eu sempre fiz “limpezas” para doação. Sempre! Estou com dificuldades por dois motivos: a) peças de inverno porque faz um tempinho que não esfria aqui para eu ter noção melhor do que manter ou não; b) estou mudando meu estilo um pouco – tentando parecer gente grande, rs -, mas não quero me precipitar e me desfazer de algo útil :p Uma hora vai!

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigada, Lari!
      Foi dureza, mas saiu. Acho que uma hora a gente acaba tirando a coragem toda junto e mete as caras a fazer. Eu também fazia limpezas direto, mas nada muito pensado, só tirava algumas roupas que eu não usava MESMO e nem tinha a intenção mais, e fim. Mas sempre ficavam algumas peças à base do ‘um dia eu vou usar’, e elas viraram um monstrinho de 300! haha Com blusas eu deixei opções para todo’ tipo de frio’, sabe? Deixei um casacão, jaqueta prum frio ameno, e cardigã pra sair de manhã cedo, tirar no meio do dia, e colocar de novo a noite voltando pra casa haha Acho que vai funcionar! E sobre o estilo, no primeiro post eu linkei um planner pra fazer antes de começar o armário cápsula, e ele ajuda muito nisso de mudança de estilo, te dá noção do que você precisa ter, ajuda você a definir mais ou menos um estilo ‘a seguir’ e esse tipo de coisa, acho que pode te ajudar!Todo apoio e boa sorte! Vai sair 😉
      Beijo!

      Curtido por 1 pessoa

  4. Oioi! Tô contigo menina! rs.
    Fiz a separação nos 45 do segundo tempo de 2015, contei tudo e quase caí de costas com a quantidade de roupa que tinha! Meu nome é Fabiana, 30 anos, e eu também passei dos 300! rss.
    Mas agora com o AC será diferente para nós! =) Eu já defini as peças que ficarão. Só ainda não defini o que vou fazer com as que sobraram. Voltei a trabalhar e daí o tempo minguou. Mas com ctz a maioria será para doação também.

    Nós conseguiremos!

    Curtido por 1 pessoa

    • Haha sei muito bem como é essa sensação, Fabiana! Somos sobreviventes dos 300! UFA, que fase. Agora é quase uma nora era.
      Ah, ´sei bem, eu fiz tudo picado, mas o meu foi por preguicinha mesmo, mas deixei pra fazer assim que acabaram as aulas na faculdade, porque antes disso, impossível se dedicar. Mas você consegue, aos pouquinhos vai!! Boa sorte nessa finalização. Winers! rsrs
      Beijo!

      Curtir

  5. Que massa! Esses dias também fiz uma faxina no meu armário, desisti daquelas peças que eu sempre dizia “um dia vou usar” e nunca usava, mas vou te contar, tu tinha muita roupa! Haha, meu armário não chegava a 100 peças, agora então… menos ainda. No entanto, o que importa não é a quantidade, é saber aproveitar as coisas. Parabéns pela iniciativa, antes tarde do que nunca!
    Beijos.

    Curtir

    • Amanda, a maioria dessas roupas foram de faxinas passadas que foram ficando nessa de ‘um dia vou usar’, acredita!? Agora acabou a palhaçada! hahaha E é exatamente isso, não adianta ter 300 peças e usar 50! A gente tem que ter o que consegue usar, e aproveitar todas as roupas da melhor forma, até porque ó o R$ que vai pelo ralo, né?
      Muito obrigada *.*
      Beijo

      Curtido por 1 pessoa

  6. Ai Ba, que legal!
    Li muito sobre o Armario Capsula, mas confesso que já acho que não sou tão consumista assim, então, super adorei acompanhar, mas acho que não funcionaria pra mim.
    Vou amar ver o seu 🙂
    beijos e Feliz 2016!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Ahhhh que legal 🙂 Eu ainda preciso dar um jeito no meu armário. Estava pensando em Pegar todas as roupas e fazer os possíveis looks com elas e criar uma especie de catalogo do meu guarda-roupa, pois sempre acabo acordando atrasada e usando tudo igual. Acho que vai dar um pouco de trabalho, mas vai valer a pena.

    Hey, ainda temos que nos conhecer esse ano 🙂 ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Nathaly! Finalmente consegui dar esse jeito! Então, eu super pensei nisso sabia? Quando fui separando as roupas, fiz umas anotações de possíveis looks, montei em cima da cama, alguns até vesti. Essa coisa de catálogo seria uma mão da roda, e apesar do trabalhão, acho que no final, na prática compensaria pelo tempo otimizado todos os dias antes de sair . Ah! Eu fui no MIS aquele dia, dei uma espiada lá mas não te vi! Mas esse ano tá só começando, vamos nos conhecer sim!
      Beijo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s