Xô, preguiça!

Eu tenho um sério problema chamado: preguiça. PRONTOFALEI! Comecei assim, direto no ponto, pra contar pra vocês que eu quero mudar, expulsar esse troço ruim que me empata a vida! Eu sei que parece algo idiota e primário, mas é que minha luta com a preguiça é constante e antiga, e confesso envergonhada que ela quase sempre vence. Aí a consequência disso é que tem um bocado de coisa que deixo de fazer, que atraso, que não ‘alcanço’ mesmo querendo muito,  ou que simplesmente passa. Aí o que eu faço? RECLAMO!
Outra coisa que quero muito diminuir: a reclamação. Eu arrumo desculpas totalmente furadas e questionáveis pra não fazer ou ter feito coisas e reclamo mais que tudo por isso. Um exemplo: quero muito pegar condicionamento físico, correr ou subir uma ladeirona sem morrer e achar que minha garganta vai pegar fogo ou meu peito vai explodir. Mas o que eu faço pra isso? Falo que não tenho tempo pra academia, que não tenho onde caminhar, que o trabalho e a faculdade me consomem (aqui não é de todo mentira) e reclamo por que nunca consigo… Clássico, né?
 

Só que eu to cansada disso, na verdade cheguei ao ponto de me cansar dessa parte de mim, já deu. Eu não quero mais ‘ser dessas’. Tá ficando chato e me prejudicando – física e mentalmente – e eu sei que posso ser melhor que isso. Eu sempre achei ruim ver as pessoas enganando a si mesmas com desculpas para camuflar sua falta de força de vontade e preguiça, ‘se deixando’ de lado por isso, enterrando a bunda no sofá e deixando o tempo passar. Aí eu vou e viro uma dessas pessoas!? Miga, sua louca, ACORDA!  Tá, não estou tão assim também, mas to no caminho e perceber isso me deu um estalo, eu acordei e não vou deixar assim não. E esse estalo aconteceu quando fiz o armário cápsula. Eu atingi um ‘objetivo’ que me ajudou muito, deu trabalho mas eu fiz. Aí fiquei pensando o quanto demorei pra isso e várias outras coisas vieram à tona e me fizeram refletir.

Dado o primeiro passo (percepção e aceitação), eu já fiz algumas listinhas – a loka – e to começando a me organizar pra essa mudança acontecer e, na verdade, acho que já está acontecendo, né? Tem TO DO pra vários coisas: alimentação, organização da casa, exercícios físicos e horários. A alimentação e organização estão indo de vento em poupa, os exercícios físicos estão em processo – tenho caminhado mais e ando fazendo exercícios aeróbicos em casa mesmo morrendo – e tenho sentido uma diferença enorme a cada dia que passa e isso dá um up pra continuar. Mas é nos horários que o processo é um pouco mais lento, mas também tenho melhorado. Tudo evoluindo, a preguiça sendo cada vez mais vencida e eu pegando gosto pela coisa.

Agora vou contar um segredo: algo que me bloqueia muito é a mente! É, de longe, minha maior vilã. É tanta lorota que me vem que vocês não têm ideia! E pra ajudar nisso minha ‘arma’ tem sido a meditação. E, cara… como isso transforma vidas haha Sério! Me sinto mais centrada, mais calma, mais consciente das coisas e capaz de compreender melhor muitas delas. Quando vem uma coisa que eu sei que vai me bloquear, atrapalhar meu desempenho, eu não me desespero tanto quanto antes, eu reflito, me acalmo primeiro, me dou o tempo necessário pra entender e superar. E isso se aplica pra tantas coisas na vida que é quase um dever recomendar: meditem! Acalmem o corpo, estejam conscientes dele, desacelerem a mente, e se algo está te atrapalhando, bloqueando e você está se perdendo de alguma forma: retome as rédeas (li isso num livro e queria usar, desculpa haha)! Ah, e me desejem energias positivas pra continuar essa luta contra a preguiça!

^C2AC964286C5B7F49A85128BB42813641D3ECA0F6277AB0C94^pimgpsh_fullsize_distr

Anúncios

7 comentários sobre “Xô, preguiça!

  1. Pingback: Ei, também quero pedalar! | Odeio Sagu

  2. Báaaarbara, menina!!! hahahahahahaa Isso aconteceu comigo ano passado, a preguiça me consumiu durante 8 meses que fiquei em casa 😦 Eu sempre quis trabalhar home off hahahahhaa, dizia que ia fazer tudo que sempre quis, correr de manhã, ler livro no quintal, fazer almoço pros amigos, passar o dia no parque e no final passei mais tempo assistindo séries do que outra coisa 😦 Mas não vou reclamar do tempo que passou, na verdade isso me gerou uma GRANDE lição!! a preguiça sempre vai existir e quando se junta com o cansaço da vida de trabalho+facu+cuidardacasa, pode se tornar uma inimiga maior ainda ¬¬’
    Masss fico feliz de verdade em ver que esse ano comecei comecei diferente e animada em mudar, ainda não está como eu imaginava ou queria, mas já estou deixando a preguiça de lado… também estou me exercitando em casa, não é fácil né, mas já estou 2 semanas seguidas, fazendo exercícios TODOS OS DIAS… e já é um grande começo ahhahahaha
    MAS FORÇA MUIÉ!!! ❤
    Admitir que você se sente preguiçosa já é o primeiro passo, foco nas coisas que você gosta e te deixam satisfeita que tenho certeza que você se sentirá muito melhor \o

    grande beijo

    Curtir

  3. Aimeudeus, vamos juntas nessa batalha anti-preguiça! Me matriculei hoje na academia e falei algo similar no insta, basicamente se eu tentar arrumar alguma desculpa para fazer as minhas coisas SEMPRE vou encontrar! As listas me ajudam muito também, principalmente me ajudam a não procrastinar mais ainda! Queria tentar começar com a meditação, tem alguma leitura inicial que você recomende?
    Beijos!!
    Blog Amanda Hillerman

    Curtir

  4. Não sei se meu comentário foi ):
    Disse que sou procrastinadora também, Bá e que esse seu post casou bem com o que eu tenho buscado em 2016 pra mim também.. Dedicação e produção em novas coisas.
    Acho legal você postar aqui sobre, porque acaba sendo um incentivo total!
    Beijocas

    Curtir

  5. Achei legal que você disse sobre as pessoas ficarem se enganado. Entender que a gente é que faz isso com a gente é muito importante. Às vezes, nossa mente esperta fica tentando formas de evitar essa realidade, mascará-la e inventar novas desculpas. É sempre bom estar atento! A mente é poderosa e pode ser instruída a trabalhar mais a nosso favor… Segue firme ai, Bárbara! Tô na torcida 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    • O primeiro passo é ‘assumir’, né Lari. E é a partir daí que tudo começa a acontecer… Também acho muito importante! Apesar de bem difícil… Já que a mente tem mil e uma desculpas, sempre, pra continuar no comodismo.
      Obrigada *—*

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s