Porque resolvi ser vegetariano

8382358720_a6ebfac58b_o

(Arte: itsokstay_calm)

Uma das perguntas que mais ouvi nesse um ano e meio vegetariano foi “Por que você é vegetariano?”, e confesso que as vezes eu travo pra responder.

Como cresci no meio do hardcore, sempre ouvi algumas bandas que levantavam essa bandeira. Depois, me envolvendo com movimentos sociais, conheci algumas pessoas que eram adeptas. Mas nunca tinha imaginado que me tornaria vegetariano. Aliás, foi meio “por acaso”.

Um dia antes do Dia dos Pais de 2013, fui ao açougue, pois iriamos fazer um churrasco pra comemorar a data. Enquanto o atendente cortava a enorme peça, eu fiquei ali olhando. Aquela cena foi me embrulhando o estomago e eu saí passando mal de verdade. Fiquei duas semanas sem comer carne e por falta de apoio (isso é MUITO importante pra quem quer se tornar vegetariano) acabei não continuando. Quase um ano se passou, e em junho de 2014 um amigo veio em casa falando que queria se tornar vegetariano, e como sabia que eu já conhecia um pouco do assunto, veio pedir auxílio. Muito mais que ajudá-lo, resolvi encarar o “desafio”. Coincidentemente, foi na mesma época que comecei a frequentar um templo budista, e também uma das ideias ‘indicadas’ era a alimentação vegetariana. Confesso que no começo você fica ‘meio assim’, não entende bem o que está acontecendo, sente falta de comer carne. Mas com o passar do tempo virá um hábito, comer animais não é mais uma opção.

E o por quê de escolher tudo isso? Por respeito aos animais, à vida, ao planeta. Como assim? Bem, vou explicar.

– O melhor jeito de provar que a gente não precisa comer carne pra sobreviver, é não comendo. Todos os nutrientes que o corpo precisa você encontra fora do mundo animal (E sim, até vitamina B12 existe).
Recursos naturais. A pecuária é a atividade que mais consome água no Brasil.
Opção. talvez há 20 anos atrás a gente pudesse discutir que não existia tanta opção vegetariana. Mas hoje, ainda mais em São Paulo, o que mais existe é opção vegetariana e vegana.
Custo. Sempre ouvi falar que ser vegetariano era caro, e isso não passa de um mito pra desestimular as pessoas. Uma busca rápida na internet me mostrou que 1kg de contra filé é 28,99 reais. Já com o mesmo valor, no mesmo mercado, eu consigo comprar uma abóbora kabocha (R$6), 2 quilos de batata (R$12), 500g de cenoura(R$2,99), 1,5kg de mandioca(R$3,96) e 300g de pimentão amarelo(R$3,99).
Qualidade do produto. Por mais que frutas, legumes e vegetais possam ter agrotóxico, a gente não faz ideia do quanto de hormônios e qual alimentação os animais tem antes do abate.
Igualdade e respeito. Se a gente ama cães e gatos, por que comer porcos e vacas? Quando aparece na TV matérias falando sobre culturas que se alimentam de carne de cachorro, aposto que todo mundo que tem um em casa morre de dó. Além disso, os animais que vão para os nossos pratos passam por um tratamento desumano.

Por isso, caso você se interessou, dê uma oportunidade aos animais. Comece aderindo a campanha Segunda Sem Carne, que incentiva as pessoas a trocaram, uma vez por semana, sua refeição comum por um prato vegetariano.

^0DD2F7A012009E1254632484B6ACB46D2D74B63E9082860262^pimgpsh_fullsize_distr

Anúncios

Na Mesa: Frutaria Paulista

frutariap4

Na quarta (7) a gente conseguiu se ver um pouquinho, coisa rara de acontecer durante a semana por conta dos estudos. Como estava muito calor, advinha o que fomos fazer? Tomar açaí!
Escolhemos a Frutaria Paulista pelo fácil acesso (bem pertinho da rua da Consolação e Av. Paulista). Além de ser uma lanchonete o local é um mini-sacolão, mas as coisas são bem caras, o que é “compreensível” por conta da localização. Além do açaí, eles também oferecem diversos sucos, smoothies e cremes. Também tem algumas opções de lanches e salgados.

frutariap1Ambos pedimos açaí, tamanho pequeno (R$12), que vem acompanhado de uma fruta – batida ou picada – e um pacotinho de granola. A Bárbara pediu o dela com manga e o meu foi com kiwi, que aliás, estava muito bom.

O bom de lá é que o local é bem arejado, uma ótima pedida para as noites quentes, e não tem segredo: pede no balcão, come, paga, e vai embora feliz.

^0DD2F7A012009E1254632484B6ACB46D2D74B63E9082860262^pimgpsh_fullsize_distr

Na Mesa: Santo Suco

selo_namesa
O Santo Suco da Av. Brigadeiro Luiz Antônio, ao lado da Igreja Imaculada Conceição e uma quadra antes da Av. Paulista, era um lugar que eu gostava muito de passar antes da aula, quando estudava na FMU e conseguia chegar cedo o que raramente acontecia. Lá tem diversos sucos, vitaminas, salgados, lanches naturais e até saladas. Os sucos são super gostosos, e minha opção era sempre algum dos detox, pra tentar salvar meu estômago das besteiras que comia durante o expediente. E aí que dia desses eu estava na Paulista, fazendo um curso pelo trabalho, e combinei com o Rafa de passarmos lá. Matar a saudade e comer, sabe como é.

O quiosque é pequeno, com algumas mesas na lateral e banquetas possibilitando um lanche rápido no balcão mesmo. O atendimento infelizmente deixa a desejar, se você sentar numa mesa e esperar alguém vir te atender, provavelmente você vai perder algumas horas. Porém o atendimento no caixa normalmente é bom. Então sentamos, escolhemos no cardápio o que queríamos e o Rafa foi até o caixa pedir.

Eu precisava de um pouco de energia e escolhi o suco Costa do Sauípe (R$9,90) que é de açaí, xarope de guaraná e laranja, pra comer queria muito um pão de batata (água na boca!) de requeijão ou algum queijo, mas não tinha, dentro do que eu gostava só tinha pão de queijo e eu preferi passar, já tinha comido de café da manhã no mesmo dia. O Rafa foi de suco Porto Seguro (R$8,90), de laranja, beterraba e cenoura, e sanduíche natural de ricota (R$10,00), que estava todo feínho mas uma delícia (sim, eu provei).

santo suco

Posso dizer que apesar de pequeno e do atendimento mais ou menos, é um bom lugar na região pra fazer um lanche rápido, com uma variedade legal de sucos e um preço razoável.

^C2AC964286C5B7F49A85128BB42813641D3ECA0F6277AB0C94^pimgpsh_fullsize_distr

Na Mesa: Bakery Itiriki

selo_namesa

No último domingo (16) nós combinamos de tomar café da manhã juntos em um lugar diferente. Fomos à Bakery Itiriki, uma padaria na Liberdade, bairro tradicional de São Paulo com forte presença de imigrantes e descendentes japoneses.

Ao entrar no local, do lado direito tem uma prateleira com enorme variedade de pães e doces, um mais bonito que o outro. Apesar de ser uma padaria, quem se serve é você, e leva até o caixa para informar se vai comer lá mesmo ou embrulhar para a viagem. Confesso que ficamos perdidos por ser a primeira vez.

Prateleiras com pães e doces (foto: Odeio Sagu)

Prateleiras com pães e doces (foto: Odeio Sagu)

No primeiro andar tem um espaço, pequeno mas aconchegante, com mesas e cadeiras onde você pode se deliciar com as guloseimas.
Eu optei pelo pão chinês cozido no vapor com recheio de legumes e cogumelo seco(R$8,90) e suco de morango com leite pra acompanhar(R$9,90).

Escolhas da Ba (foto: Odeio Sagu)

Escolhas da Ba (foto: Odeio Sagu)

A Bárbara escolheu um folheado com massa de pão de queijo com creamcheese(R$8,90) e me copiou no suco. Pegamos um donuts com recheio de chocolate(R$8,50) para dividir, porque ele era enorme.

O suco estava tão grosso que mais parecia uma vitamina, e nós adoramos isso.  Nossas opções salgadas estavam ótimas, e o donuts tivemos uma grata surpresa: é passado no leite em pó, o que deixou ainda melhor.

O maravilhoso donuts, acompanhado do pão chinês e do suco (foto: Odeio sagu)

O maravilhoso donuts, acompanhado do pão chinês e do suco (foto: Odeio Sagu)

Pelos blogs a fora vi muita gente reclamando da superlotação e do mal atendido. Felizmente, nossa experiência foi contrária. As atendentes foram super simpáticas e estava vazio quando chegamos. Mesmo que seja caro, os pedaços de bolos e salgados são bem generosos, saímos de lá bem satisfeito com tudo.

Pra quem gostar, uma das bebidas mais vendidas no local é o suco de pobá, bebida a base de chá e leite. Pobá para quem não conhece são os odiados sagus, que vão ao fundo da bebida. E claro que não provamos!

^0DD2F7A012009E1254632484B6ACB46D2D74B63E9082860262^pimgpsh_fullsize_distr